1/5

Balneários do CDA

LOCAL:

Rua Francisco Lázaro, Abóboda, Cascais

CLIENTE:

Complexo Desportivo da Abóboda, (OP Cascais)

PROGRAMA:

Balneários, desporto, futebol

EQUIPA:

Carlos Flor Vicente (arq.); Vasco Barros (eng.)

CONSTRUÇÃO:

2017

​ÁREA DE CONSTRUÇÃO:

453,60m2

DESCRIÇÃO:

O desnível existente entre a Rua Francisco Lázaro e a plataforma do campo de futebol 11, bem como o muro de suporte de betão entre os dois, foram o mote da proposta, onde se desenhou num único gesto, no eixo Norte-Sul, os balneários do Abóboda como elemento de articulação e charneira.

 

O corpo é contínuo, de planta geométrica regular e com medidas aprox. de 6,00m x 75,60m, intervalado por cheios e vazios que relacionam e articulam os diferentes espaços e percursos do programa.

 

A cobertura do edifício é uma lâmina que une e protege, composta por uma solução de telhados de águas, de pequenas pendentes e com alturas oscilantes.

 

O programa foi distribuído pelos cheios, de forma a libertar o topo Sul da edificação para uso público com o bar e instalações sanitárias, e reservar o restante para o uso desportivo e administrativo.

 

As relações entre os módulos permitem opor a distribuição de equipas, tanto de clubes como de árbitros, encontrando-se sensivelmente junto ao meio campo. As áreas de vestiário admitem a permanência de duas equipas, com instalações sanitárias independentes mas, partilhando a mesma zona de duche.

 

Na zona final do corpo, gabinete e zonas técnicas, que dão forma a uma futura possibilidade de ampliação do programa.